Novo Diretor da STI assume e anuncia reorganização de serviços

11 de Fevereiro de 2014

Imagem: Prof. Joaquim Bento Cavalcante Neto é o novo diretor da STI (Foto: Rafael Cavalcante)O Prof. Joaquim Bento Cavalcante Neto tomou posse, em solenidade nesta terça-feira (11) presidida pelo Reitor Jesualdo Farias, como novo Diretor Executivo da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) da UFC, no Campus do Pici. O Prof. Bento assume no lugar do Prof. José Antônio Macêdo, que estava no cargo desde outubro de 2011 e foi responsável por reestruturar a STI e implantar a sala-cofre da Instituição.

A Secretaria vem passando por grandes mudanças. De uma estrutura com menos de 50 servidores, ela praticamente dobrou de tamanho nos últimos meses para tentar dar conta da crescente demanda de serviços, tecnologia e segurança da informação na UFC. A prova disso é que a Universidade já possui seu próprio Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI).

Confira, nesta entrevista, as diretrizes de trabalho do novo Diretor da STI:

Portal da UFC – Quais os principais desafios postos para a STI neste momento e como o senhor pensa em atuar a partir de agora?
Prof. Bento – A STI tem três eixos. O primeiro envolve todos os serviços que ela fornece à Universidade. Ela cuida desde o conserto e suporte a computadores até instalação de rede, de fibra ótica, desenvolvimento de sistemas complexos e de portais. Então, o primeiro desafio é regulamentar os serviços de TI: como será sua organização, prazos, planejamento. É um desafio grande. O segundo eixo é a parte de operação. Por exemplo, o data center vai migrar para a sala-cofre, que já foi entregue mas ainda não está operacional. Temos de migrar todos os sistemas e serviços para ela. Quando isso acontecer, toda a parte operacional vai dar um salto enorme.

Portal da UFC – Que tipo de salto?
Prof. Bento – Na qualidade do serviço, na segurança dos dados e na questão de recuperação. Todos os sistemas caem [hoje]. A ideia é aumentar o máximo possível a redundância para que, caso eles caiam, tenha espelhamento. E, mesmo se não for possível espelhar (os dados) com recuperação imediata, que o tempo de recuperação seja mínimo.

Portal da UFC – E o terceiro eixo?
Prof. Bento – É a questão de governança de Tecnologia da Informação. Hoje em dia, o Tribunal de Contas da União (TCU) e órgãos de controle estão exigindo uma governança muito grande. Toda a parte de contratação de TI passa agora por uma instrução normativa do TCU, toda a parte de relatório de gestão, auditoria… Todos os processos agora têm de seguir normatização. É muito bom, mas é preciso haver uma mudança de cultura. Estou reestruturando internamente para que a STI funcione dentro dessa norma.

Portal da UFC – O senhor fala do ponto de vista de quem está olhando a Secretaria por dentro. Para professores e servidores, há alguma inovação ou mudança que esteja sendo pensada em curto ou médio prazo?
Prof. Bento – Tem. Dentro desse eixo de serviços, a comunidade vai saber claramente quais serviços estão disponíveis para ela, quais prazos, o que ela pode usufruir. Hoje em dia as coisas ainda são muito empíricas. Junto com isso, há os serviços e os portais. Por exemplo: o S3, módulo acadêmico, está bem. Mas ainda tem o módulo administrativo que vai entrar no ar logo e beneficiar muito a comunidade. O Sistema Integrado de Planejamento, Gestão e Recursos Humanos (SIGPRH) já tem a questão das férias, mas vai melhorar. Os sistemas de extensão e de pós-graduação também. Os projetos de extensão que ainda são muito feitos em papel, queremos regularizar o fluxo para que isso seja mais tranquilo. Além disso, há a questão da segurança – nós criamos uma divisão de segurança no fim do ano passado. A ideia é fazer treinamento para a comunidade, palestras, discutir mais a parte de segurança da informação.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional – fone: 85 3366 7331

(Notícia publicada no Portal da UFC.)